Arquivo da tag: Brasil

Olimpíadas 2016 no Brasil – FAIL

Lendo sobre a “vitória” do Brasil para sediar as Olimpíadas de 2016 e vendo as fotos das comemorações fiquei com a sensação de vergonha… A página principal do UOL destacava as notícias “mais importantes” do dia, a imagem abaixo é um print screen do momento FAIL Brasil.

brasil-fail

Pois é, o desempenho da indústria no país é o pior desde 1990 e o prejuízo com a cagada do ENEM somam R$ 30 milhões, mas o Brasil quer mesmo é desenbolsar R$ 25,9 bilhões nos preparativos para as olimpíadas.

O sentimento é de vergonha, mas é principalmente indignação… O país é deficiente em incontáveis aspectos e esse dinheiro poderia ser muito melhor utilizado… Pior ainda, dinheiro que será certamente desviado e torrado em projetos que não terão a menor utilidade para os brasileiros após as olimpíadas… dinheiro muito bem gasto, hein!

Faço minhas as palavras do meu amigo Bucha:

“Um minuto de silêncio em honra do dinheiro público a ser torrado e desviado na preparação do Rio para as Olimpíadas de 2016…”

Hino do Brasil

Você já ouviu falar em vergonha alheia? Não sabe o que é???

A “famosíssima” preferia que não fosse cantora Vanuza pagou um papelão cantando o Hino do Brasil mamada! Na boa, é preciso ver para crer…
Sim, você vai rir, mas eu tenho vontade de chorar.
Para quem não sabe a letra do hino até hoje (na minha opinião, tem que saber), coloquei a letra inteira em baixo do vídeo, para podermos acompanhar os deslizes da criatura…

Hino Nacional Do Brasil (Fonte: Letras.mus.br)
Composição: Francisco Manuel da Silva / Joaquim Osório Duque Estrada

I

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

II

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida” no teu seio “mais amores”.

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
– Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

=========
E agora, já descobriu o que quer dizer vergonha alheia, não??? Depois dessa, acho melhor a Vanuza cavar um buraco e se enterrar…